"De tanto ver triumphar as nulidades, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver prosperar a deshonra, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
Ruy Barbosa

sábado, 4 de março de 2017

Da minha aversão à esquerda

Paulo, por que tanta raiva do Lula, da Dilma, do PT e das suas linhas auxiliares, como PSOL, PCdoB e as outras bostas?

Simples: essa gente promove a inveja, o ódio, o ressentimento, a divisão, enquanto se diz com direito sobre o que outros produziram ou possuem; tem como método a mentira, a desonestidade, a dissimulação, o encobrimento, a distorção; age subliminarmente, doutrinando mentes inocentes, cooptando corações, em busca de colocar em prática seus planos de dominação e poder; idolatra assassinos, adora ditadores, genocidas, racistas e toda uma dinastia de falsos líderes, que se impuseram pela força ou pelos mesmos métodos de corrosão da verdade que aplicaram tanto tempo por aqui; desprezam e não admitem o contrário, se pudessem exterminariam toda e qualquer voz dissonante; se dizem "protetores" dos pobres e no entanto, são abomináveis aproveitadores, que praticam o assistencialismo, penalizando quem tenta deixar a pobreza; querem dizer aos outros o que é melhor para estes, mas, seguem na direção de ter e fazer exatamente o que criticam; almejam cargos e posições de poder, e, principalmente, os benefícios deles decorrentes; transformaram o estamento burocrático estatal no maior balcão de negócios da história mundial, adotando a corrupção e a roubalheira como meio para se locupletarem, enriquecerem e desfrutar tudo que o sistema que combatem pode oferecer; enfim, por defenderem algo que só trouxe desgraça para a humanidade, que é responsável pelas maiores matanças da história, que criou fanáticos, desde os simples retardados, aos grandes canalhas e psicopatas, e que condenou e cassou o futuro de milhões, com seus falsos projetos, suas falácias teóricas e práticas, sua gigantesca incompetência e incapacidade. Só por (tudo) isso. Tá bom?

Nenhum comentário: